terça-feira, 23 de novembro de 2010

Preâmbulo

À beira dos três anos de distância relativamente ao dia em que um mastologista me disse "A mamita é toda para sair", olho para trás e reconheço na minha história contornos de novela. Desde esse tão presente dois de Janeiro de 2008, a minha vida tem vindo a alterar-se a muitos níveis, lentamente, como resposta, umas vezes mais, outras menos consciente, aos muitos episódios vividos, diversos na sua índole e nas pessoas envolvidas. Agora, sinto chegado o momento de contar o que me vai na mente e não a deixa sossegar, exatamente porque carece de registo. Este texto será, então, um relato de episódios verídicos, tal como hoje consigo recordá-los. Conto, deste modo, não ferir susceptibilidades, mas confesso que esse não é, para mim, um imperativo, pois não vou ficcionar e a verdade é o que é. A narração incluirá revelações de várias ocorrências que me marcaram no ano anterior ao cancro, ocorrências essas que fazem parte da minha lista de possíveis razões para ter adoecido, embora esteja consciente de que posso estar completamente enganada. Como vou escrever num blogue, será talvez difícil confinar cada episódio a um post, pelo que optarei por atribuir títulos aos episódios, os quais poderão atravessar vários posts. A escrita acontecerá ao sabor da vontade e da memória e aquilo que for sendo registado merecerá uma única revisão, aquela que acontece antes de cada publicação. Sem estrutura pré-concebida nem quaisquer pretensões literárias, vou escrever ao sabor do que me for vindo à ideia, com o intuito primeiro de me compreender como ser humano em transformação profunda. Porque assumir verbalmente é, para mim, um gesto fundamental para me conhecer. Os eventuais leitores desta "novela" poderão comentar cada post com liberdade absoluta, incluindo a de me oferecerem sugestões para tornar o relato mais interessante. Espero conseguir o meu objectivo de aprender comigo própria, mas farei os possíveis por não vos maçar com pormenores que não favoreçam a percepção do essencial, que é a transformação de um ser humano num período que ronda, até hoje, os quatro anos. Vamos a isso, então.

8 comentários:

Pedro disse...

Venha de lá essa novela que a última que me lembro de ter seguido foi - Gabriela Cravo e Canela!!!

acácia rubra disse...

Cá estarei sempre para te ler e comentar.

Força e parabéns pela iniciativa.

Beijo

Vítor disse...

Já estou sentado e pronto para acompanhar, religiosamente, todos os capítulos da tua saga.
E há que tempos esperávamos por esta tua decisão!

Beijo

Guida Palhota disse...

Queridos primeiros leitores-comentadores!

Vá, fechem os olhos e relaxem. Hoje é para se ambientarem. Amanhã, conto ter um capítulo, ou parte dele, à vossa disposição.

Pedro, fizeste-me pensar que, à semelhança da "Gabriela, Cravo e Canela", a minha "novela" poderia intitular-se "Margarida, Cancro e Depressão". Mas não. A seu tempo, conhecerão a razão ou as razões do título.

Boa noite

Georgina disse...

"Preâmbulo"... já li isto em qualquer lado, ou teria sido em qualquer canto?!

Informo a minha querida amiga Margarida que já estou bem sentada, pronta para o primeiro capítulo da novela e à espera do dito café com bombons...

No entretanto, toma lá um beijo.

Guida Palhota disse...

Ei, cuidado aí com a espera na poltrona, que não é um sofá de cinco lugares... LOL Depois não vão dizer que eu promovi a promiscuidade! Eh eh eh!

Até amanhã, pessoal!

Paula disse...

Gostei da ideia do café e bombons!...
Então o Pedro ficou-se pela 1ª novela...pois eu segui muitas, mas lembro-me bem da última:foi há dez anos, andava grávida pela 2ªvez e a novela chamava-se "Laços de ternura". Curiosamente, a dada altura também retratou uma situação de cancro - leucemia - numa jovem, que também passou pela quimioterapia, a perda do cabelo...
E teve um final feliz!
Fico à espera do teu enredo...e do final feliz também!
beijo

Anónimo disse...

Olá parabéns pelo seu blog...
eu também tenho um blog eu gostaria que você visitasse ele este é o endereço dele informativofolhetimcultural.blogspot.com
espero que visite ele e goste.

Obrigado
Aproveitando bom fim de semana...
Ass: Magno Oliveira